O Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e a prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicações, é um imposto de competência estadual, é recolhido pelo Estado em que se der a operação. Seu valor já é incluso nas mercadorias, é um imposto não-cumulativo, ou seja, o valor incidente em uma operação é compensado do valor incidente na próxima operação (na compra e venda). A alíquota varia conforme o tipo de mercadoria, destino ou origem, de Estado para Estado. Continuar lendo “Impostos relativos às relações empresárias: o ICMS”