Que o sistema de arrecadação e distribuição de direitos autorais em nosso país causa polêmica, gerando os mais variados posicionamentos, isto já é fato consolidado.

Entretanto, a modernidade trouxe o debate a outro plano: a internet e seus serviços. Seriam spotfy, napster, pandora entre outros passíveis de cobrança pelo ECAD?

E no tocante aos diversos vídeos contendo músicas e partes de músicas, postados, muitas vezes por amadores? Continuar lendo “ECAD e os direitos autorais na internet.”